Interessado na Plataforma?

Como montar meu consultório virtual utilizando uma Plataforma de Telemedicina?

Interessado na Plataforma?

Como montar meu consultório virtual utilizando uma Plataforma de Telemedicina?

Compartilhe essa Publicação

Share on linkedin
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Como montar meu consultório virtual utilizando uma Plataforma de Telemedicina?

A medicina evolui constantemente e de forma cada vez mais acelerada. Os tradicionais consultórios médicos, por exemplo, já não dependem de espaço físico. Com a chegada da pandemia — e a regulamentação temporária da teleconsulta —, a adesão ao chamado consultório virtual só cresce. Ele permite o contato entre médicos e pacientes à distância, facilitando, em alguns casos, diagnósticos e acompanhamento de pacientes crônicos, que moram em locais remotos ou que têm algum problema de locomoção.

O que é um Consultório Virtual?

O Consultório Virtual é uma ferramenta de telemedicina que possibilita o atendimento médico à distância em um ambiente digital. Por chamada de áudio e vídeo, médicos podem fazer anamnese de pacientes, indicar diagnósticos, fazer requisição de exames, fornecer receitas e manter o acompanhamento de casos que não precisam de avaliação física presencial.

Entre os serviços disponíveis para consultórios virtuais, estão:

• Agenda para marcação de consultas;

• Acesso e armazenamento de exames digitais;

• Elaboração e envio de receituário digital;

• Armazenamento do prontuário digital;

• Área de cadastro do paciente;

• Espaço para pagamento.

Todos os dados se ficam disponíveis na nuvem, dentro do ambiente digital. Dessa forma, médicos e pacientes autorizados podem acessar as informações trocadas durante a consulta em qualquer lugar.

Vantagens do Consultório Virtual

O consultório virtual tem algumas vantagens em relação aos consultórios tradicionais. Entre elas:

• Economia de tempo: Isso vale tanto para o paciente quanto para o médico — que não precisarão se deslocar para fazer a consulta. O profissional também consegue fazer encaixes na agenda e acessar, rapidamente, o histórico e os exames dos pacientes através de qualquer equipamento que tenha acesso à internet — celular, tablet ou computador.

• Economia de dinheiro: os custos para a manutenção de um consultório virtual giram em torno da mensalidade da ferramenta de telemedicina e do valor da contratação de um pacote de internet. 

• Agilidade e praticidade na marcação de consultas: Os pacientes podem acessar o agendamento online a qualquer momento sem depender de uma ligação telefônica para encontrar o melhor horário. Para os médicos, a vantagem é não depender de uma secretária para cumprir com essa demanda. 

• Flexibilidade: Como o consultório funciona em um ambiente digital, permite que médicos e pacientes acessem dados, prontuários e resultados de exames a qualquer hora do dia — desde que autorizados.

Como montar um Consultório Virtual

Para montar um consultório virtual, é necessário contratar uma plataforma segura de telemedicina que ofereça os serviços descritos acima. As ferramentas também são capazes de integrar dados já digitalizados. Além disso, a maioria das plataformas permite personalizar o ambiente virtual (cores e logomarca) — gerando uma imediata identificação por parte do paciente.

Segurança

Escolha uma plataforma de telemedicina que tenha um sistema de segurança próprio e que já atue de acordo com a Lei Geral de Proteção de Dados. A nova legislação foi criada para proteger informações cadastradas na ferramenta.

Quer conhecer uma plataforma de telemedicina que já está de acordo com a LGPD? Clique aqui, preencha nosso formulário e nós mostramos para você todos os serviços disponíveis para montar o seu consultório virtual com agilidade e segurança.

Compartilhe essa Publicação

Share on linkedin
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email
A telemedicina na jornada do paciente idoso

A telemedicina na jornada do paciente idoso

Pacientes idosos, assim como aqueles com doenças crônicas, precisam de um acompanhamento médico contínuo e, muitas vezes, multidisciplinar. Porém, com o avanço da idade, a