fbpx
Blog

Tendências da Telemedicina em 2021

telemedicina 2021 dr tis

A pandemia que transformou a humanidade em 2020, também trouxe mudanças positivas apesar da enorme tristeza. Na medicina, por exemplo, vimos os atendimentos à distância ganharem protagonismo com a necessidade de manter atendimentos e tratamentos médicos em meio aos protocolos de isolamento social.

A prática foi regulamentada e autorizada no Brasil durante a crise provocada pelo novo coronavírus, mas a tendência é que a telemedicina permaneça disponível no pós-pandemia. 

Quais as vantagens da telemedicina?

A telemedicina se apresenta como um grande potencial transformador, já que pode levar informação e orientação de qualidade a locais distantes — rompendo barreiras geográficas e democratizando o acesso à saúde.  É claro que os atendimentos à distância não substituem as consultas presenciais, mas podem ser realizadas em casos de acompanhamento de pacientes crônicos ou pós-cirúrgicos, por exemplo.

As interconsultas — reunião entre médicos especialistas que ficam nas regiões centrais do país e médicos de comunidades afastadas — são exemplos do uso responsável da telemedicina. Elas já aconteciam antes da crise e ajudavam a salvar vidas. 

Além disso, o serviço colabora para desafogar as emergências superlotadas, agilizando atendimentos de baixa complexidade e abrindo espaço para quem realmente precisa. Esse processo também reduz os custos dos hospitais e a sobrecarga de trabalho dos funcionários.

Quais as modalidades de atendimento pela telemedicina?

A resolução aprovada pelo governo estabelece as seguintes modalidades de atendimento:

  • Teleconsulta: exercício da medicina mediado por tecnologias para fins de assistência, prevenção de doenças e promoção da saúde;
  • Telediagnóstico: emissão de laudo ou pareceres por meio de imagens e dados enviados pela internet;
  • Telecirurgia: procedimento feito por robô manipulado por um médico em outro local. Neste caso, é preciso que haja um médico, com a mesma habilitação, acompanhando a cirurgia;
  • Teletriagem: avaliação, à distância, dos sintomas para definição e direcionamento do paciente à assistência adequada;
  • Teleconsultoria: profissionais trocam informações sobre procedimentos e ações de saúde;
  • Telemonitoramento: permite ao médico avaliar as condições de saúde do paciente.

Como será a telemedicina em 2021?

A tendência é que a liberação da telemedicina se consolide e, com isso, evolua e amplie sua abrangência. Este desenvolvimento deve tornar o Sistema de Saúde mais acessível e eficiente.

Tecnologias como assistentes virtuais, monitoramento remoto de sinais vitais e sistemas de resposta de emergência pessoal começam a ser aperfeiçoados e devem chegar em breve, agilizando o atendimento a casos graves e reduzindo o tempo de internação sem que o paciente deixe de receber assistência médica.

Como é realizado o atendimento com a telemedicina?

De maneira geral, pode-se dizer que o atendimento é baseado em uma ferramenta de imagem e som que possibilita a conversa entre médico e paciente por meio da internet, em um ambiente virtual. No entanto, é preciso que cada unidade pública ou privada de saúde esteja atenta aos protocolos de segurança para cada atendimento.

Nesse sentido, é necessário, claro, garantir o sigilo médico e respeitar as necessidades do paciente — encaminhado ao atendimento presencial, assim que necessário. Além disso, existem todas as exigências técnicas — como as previstas na Lei Geral de Proteção de Dados. Atendimentos gravados devem ser armazenados de forma segura — com criptografia, por exemplo —, destinando um relatório de acompanhamento para o paciente. Importante: a consulta só poderá ocorrer mediante autorização expressa do paciente ou seu responsável legal.

Uma grande transformação já está acontecendo nos serviços de saúde. A consolidação de plataformas de telemedicina e telerradiologia são apenas o começo. Espera-se que a prática seja permitida mesmo após a pandemia, com a chegada de novos dispositivos que ajudem a oferecer medicina de qualidade para todos.

A Dr. TIS trabalha com esse propósito. Se sua instituição quer fazer parte desta transformação, converse conosco. Preencha o formulário e nós entramos em contato para informar sobre nossos recursos de implementação da telemedicina e outras tecnologias de gestão. Estamos prontos para apoiá-lo nessa transição.

Conheça a plataforma Dr. TIS e receba os conteúdos dos nossos especialistas

Cadastre-se

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *